Catarata

O nosso olho possui uma lente dentro. O nome dessa lente chama-se cristalino.

Essa lente é transparente. A catarata é quando essa lente perde a transparência. Com isso a imagem não consegue ser levada de forma nítida para o cérebro. A visão fica embaçada. Parecido quando estamos usando óculos com lentes arranhadas. No caso dos óculos, simplesmente, trocamos as lentes por outras novas e transparentes. No caso da catarata é a mesma coisa. Trocamos o cristalino opaco por uma lente artificial. As lentes intra-oculares que são disponibilizadas no mercado possuem material biocompatível com o olho humano, por isso possuem boa adaptação, devolvendo assim a visão. A catarata mais comum é aquela chamada senil, ou seja, aparece geralmente a partir dos 60 anos de idade. Mas também pode acontecer em jovens, crianças e até congênitas. Podem também ser causadas por uso de medicação, trauma ou doenças metabólicas.

             Dr. Fabio Levy esclarece:

 

 

O tratamento da catarata evoluiu muito. Há 20 anos atrás a cirurgia de catarata era feita com uma grande incisão, retirava-se o cristalino em bloco e implantava-se uma lente (https://www.youtube.com/watch?v=IERteQmyhsc). Como a incisão era grande, precisava-se de muitos pontos, podendo levar a graus elevados de astigmatismo. Nessa época, pelo fato da cirurgia ser mais grosseira, esperávamos o paciente perder bem a visão para poder indicar a cirurgia. Atualmente, com a microcirurgia, indica-se a cirurgia mais precoce, pois a cirurgia de catarata num estágio muito avançado aumenta as chances de complicação. A microcirurgia de catarata foi um avanço muito grande. Tornou a cirurgia muito segura. Em vez de tirar o cristalino em bloco, fragmenta-o em vários pedaços e depois aspira-os (https://www.youtube.com/watch?v=N6tCeWvsfoo). Na maioria das vezes não tem a necessidade de dar pontos de sutura. Com essa técnica veio também a evolução das lentes intra-oculares, e  além de devolver a visão, podemos proporcionar uma boa visão de longe, intermediária e perto, diminuindo assim a dependência do uso dos óculos.

Nos tempos da medicina de precisão, uma estrutura tão delicada feito o globo ocular, só poderia estar entre as prioridades dos avanços tecnológicos. Como qualquer deslize milimétrico faz diferença em um procedimento, o laser, arma extremamente focada, ganha cada vez mais terreno na oftalmologia. E agora chegou a vez da catarata. Chegou na Bahia em 2013 o aparelho de femtosegundo para catarata. É a tão esperada cirurgia de catarata a laser. Com este aparelho consegue-se maior precisão nas etapas da cirurgia, inclusive eliminando o uso do bisturi, pois é o próprio laser que faz os cortes cirúrgicos e fragmenta o cristalino, diminuindo o edema no pós-operatório.( https://www.youtube.com/watch?v=U9-tKdc-oO0)

Dr. Fabio Levy Cavalcante de Souza
Diretor técnico, CRM 14199.
Especialidade: Catarata, Cirurgia de Refrativa e lentes de contato

Deixe a sua sugestão,

Rua Praia de Itapoã, QD. A17, LT.02, Edf. Empresarial Vilas, 1º Andar - Vilas do Atlântico, Lauro de Freitas - Bahia

Seguir

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook